Caiado afirma que dinheiro da Celg está sendo usado para comprar os prefeitos: José Eliton, sua cria, fala em “bravata”

Uma disputa de dois velhos conhecidos. Ou do criador e da criatura. Durante a sessão plenária do Senado Federal da última quarta-feira, o senador goiano Ronaldo Caiado (DEM) declarou o dinheiro da privatização da Celg está sendo usado como forma de pressionar prefeitos a trocarem de partidos para que possam receber investimentos e convênios com o Governo de Goiás. Caiado ainda afirmou que a privatização serviu para enterrar “esqueletos da má gestão” da estatal. O ataque serviu para que José Eliton – que só chegou à condição de vice-governador porque foi indicado por Ronaldo Caiado em 2010 como uma espécie de sabotagem à campanha de Perillo à época – rebatesse o senador. Eliton classificou as colocações de Caiado como “bravatas”. “São declarações irresponsáveis como sempre”, devolveu a criatura ao criador.

Em tempo: José Eliton mudou de hábitos. Acostumado a frequentar Anápolis durante as viagens de Marconi Perillo, que o tornam governador em exercício, o vice não veio à cidade durante a última viagem do titular. Isto porque a agenda coincidiu com a transferência dos quase 600 presos ao prédio inacabado do presídio. A obra, aliás, era uma das preferidas na agenda de “visitas a obras do Estado” na cidade. Desta vez, pulou a cidade.

Realidade

Aquele velho medo do servidor da Celg começa a se concretizar: um mês após a privatização, empresa inicia processo de redução de funcionários, com planos de aposentadoria espontânea. Este é o começo das mudanças no funcionalismo, anunciada e temida. Agora, começa a se tornar realidade.

Mais do Mesmo

Em nova lista do procurador Rodrigo Janot, uma velha prática continua: os vazamentos selecionados endereçados aos telejornais da Rede Globo. De dezenas de centenas de nomes, somente alguns são selecionados para o achincalhe público antecipado. Outros, misteriosamente, são preservados.

Presídio

O caos no sistema carcerário de Goiás continua. No início da semana, uma rebelião permitiu a fuga de 30 presos, com 10 baleados e um morto. Apenas 7 presos foram reencontrados nas primeiras 48 horas.

Resposta

Usando o Twitter, o ex-prefeito de Catalão e atual chefe de gabinete de Marconi, Jardel Sebba, disse que “escárnio é fazer parte do governo sem concordar com ele”. A mensagem vem para rebater as críticas da senadora Lúcia Vânia, que atacou a atuação do vice, José Eliton, dentro da gestão estadual.

Campanha

A assessoria de José Eliton comemora o fato de que o vice-governador contabilizou reunião com 34 prefeitos de Goiás em uma semana. Segundo a nota, o objetivo é definir investimentos nas cidades em 2017. Eliton é candidato à reeleição em 2018.

Deselegante

Aliados de Roberto Naves relatam uma incômoda mania recorrente do prefeito: reclamar dos próprios secretários, ameaçando trocá-los, muitas vezes fazendo isso a membros da própria equipe como forma de mandar recados. A situação tem gerado insegurança generalizada.

Classista

O prefeito de Hidrolândia, Paulo Sérgio de Rezende, o Paulinho, foi reeleito por aclamação para comandar a Associação Goiana dos Municípios para o biênio 2017-2019. A chapa reeleita conta com representantes das cidades de Cachoeira Alta, Aragarças, Valparaíso de Goiás, Paranaiguara, Mossâmedes e Cristalina.

Calote

Mais da metade do terceiro mês do ano e a gestão municipal segue sem pagar o acerto financeiro com os comissionados da gestão anterior. As reclamações começam a deixar as redes sociais e ganhar a Justiça Trabalhista.

Veja bem…

À medida que a lista de Rodrigo Janot avança, as opiniões sobre a Lavajato e o Caixa 2 vai modificando. Segundo o editorial do jornal O Globo de terça-feira, 14, Fernando Henrique Cardoso precisou se contorcer para defender Aécio Neves, alegando que dinheiro ilegal usado em política não é crime, para enriquecimento pessoal, é.

Triste Recorde

De acordo com relatório da Unicef, nunca morreram tantas crianças no mundo como em 2016. Outras 850 crianças foram oficialmente recrutadas para o combate em guerras pelo mundo.

Caiu pra cima

O ex-presidente estadual do PSDB e ex-diretor da Saneago Afrêni Goncalves, afastado dos dois cargos por estar envolvido na operação Decantação, não perdeu oportunidades. Afrêni e o ex-prefeito Nion Albernaz fazem parte do conselho da OS “Associação Luz da Vida”, que administra o Centro de Recuperação e Reabilitação (Credeq) de Aparecida de Goiânia.

Desumano

A decisão do presidente americano Donald Trump em suspender o ObamaCare – plano de Saúde Pública implantado na gestão Obama – irá desatender da noite para o dia mais de 16 milhões de pessoas. Até 2026, serão 26 milhões de americanos sem atendimento.

Concurso fraudado

As maiores notas do concurso fraudado para delegado em Goiás foram de apadrinhados políticos. Magno Marra é ex-vereador de Palmeiras de Goiás e filho do procurador de Justiça Nilo Mendes Guimaraes. Outro preso por fraude é o médico Antônio Carlos da Silva, ex-assessor de Jovair Arantes (PTB). Ele também já foi preso por aborto clandestino e tráfico de animais silvestres.

Não deu conta

Depois de mais uma semana com dificuldades na transmissão pela Uni-TV das sessões da Câmara Municipal, a emissora simplesmente… desistiu. Na última sessão da semana, na quarta-feira, a transmissão foi cortada e em seu lugar começou a passar… desenho animado.

Hein?

Ao fazer o anúncio sobre um plano de metas para reduzir a obesidade no País, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, associou o problema ao fato de crianças “não terem a oportunidade de aprender a descascar alimentos” com suas mães. “É preciso qualificar essas crianças para manipular os alimentos. Muitas delas não ficam em casa com as mães e não têm oportunidade de aprender a descascar os alimentos”, disse.

Transferência

O secretário de Cultura, Erivelson Borges, pode estar deixando o PSDB com destino ao PTN. Borges deixou a presidência tucana para assumir a pasta municipal.

Novo Lar

Quem também pode dar as caras no PTN é o ex-vereador Fernando Cunha. Após sair do PSDB, Cunha pode retomar o projeto para a Assembleia Legislativa em 2018, em parceria com Alexandre Baldy.

Projeto

Antônio Gomide apresentou projeto que cria normas regulatórias para moradores do programa “Minha Casa, Minha Vida”. O objetivo é que a lei gere mais segurança aos proprietários e evite a especulação imobiliária nos conjuntos habitacionais criados.

Sumido

Roberto Naves desapareceu das redes sociais. Depois de um início intenso com diversas postagens de imagens, o prefeito mudou de estratégia e adotou um estilo mais discreto, diminuindo as relações com os anapolinos.

Não te sigo

Uma das postagens mais curiosas da breve aventura de Roberto Naves pelo Instagram foi postar uma comemoração por ter atingido a marca – tímida para um político – de 5 mil seguidores. Acontece que a semana da comemoração desta marca coincidiu com o anúncio de cortes de benefícios de comissionados e servidores de carreira. Resumo: o prefeito sofreu uma chuva de “unfollows”, aqueles que o deixaram de seguir na rede, e com isto não chegou à tal marca dos cinco mil.

 

Notícias Relacionadas