Caiado deve encerrar transição em novembro

O governador eleito Ronaldo Caiado (DEM) anunciou ontem o senador Wilder Morais (DEM) como coordenador de sua equipe de transição de governo, que deve finalizar os trabalhos até novembro. A intenção é que o grupo encerre suas ações para que o democrata defina, já em dezembro, o secretariado, que assume em 4 de janeiro.

O prefeito de Catalão, Adib Elias (MDB), também vai auxiliar a equipe, que será composta pelo quadro técnico da Comunitas, uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) que ficará responsável pela parte técnica dos trabalhos.

Caiado afirma que Adib, que foi coordenador de sua campanha, não participará do “dia a dia da transição”, mas será apenas o “canal político”. Já sobre a Comunitas, empresa que tem sede em São Paulo, Caiado diz se tratar de “uma instituição que tem perfil para fazer a transição, assim como também de gestão.”

Segundo o governador eleito, os apontamentos serão utilizados pela gestão para adequar as propostas feitas. “É um instituto que tem corpo técnico para poder fazer a avaliação de governo nesse período de transição e fazer sugestões para que o plano de governo seja aplicado”.

Técnicos

Os nomes foram recebidos com certa surpresa, visto que, embora Wilder e Adib sejam próximos de Caiado, o democrata havia falado, há apenas uma semana, que sua equipe de transição seria “100% técnica”. Questionado sobre o porquê de colocar figuras políticas, o governador eleito afirmou que “a avaliação será técnica, mas a interlocução se dá por uma pessoa que tem relação com o governador e com os secretários de Estado”, se referindo ao colega no Senado. “É um político responsável.”

Filiado ao PP até este ano, Wilder fez parte da estrutura do governo tucano, sendo secretário de Infraestrutura durante o terceiro mandato do ex-governador Marconi Perillo (PSDB) e, por isso, teria facilidade para transitar nas pastas e auxiliar a Comunitas na obtenção dos dados e informações.

O senador disse que, “se tem algo que fez na vida, é ser técnico” e que os trabalhos começaram ontem com pedidos de informações (números sobre a área fiscal, arrecadação e gastos em cada um dos setores do Estado). “Vamos transitar em todo o governo para passar esse relatório o mais rápido possível para o governador”, afirmou Wilder.

De acordo com ele, será feito também um levantamento “de todos os programas que o governo tem em andamento”. “Com o relatório final, o governador terá condições de saber quantas secretarias terá e como será o governo a partir do ano que vem.”

Reunião

Os anúncios sobre a equipe foram feitos após reunião com o governador José Eliton (PSDB), na manhã de ontem. A conversa foi solicitada por Caiado e ocorreu no gabinete do governador por cerca de 45 minutos, inicialmente.

Depois entraram os secretários Joaquim Mesquita e Fernando Tibúrcio – Irapuan Costa Júnior, titular da Segurança Pública, também estava presente. Após a reunião, Eliton afirmou que a pretensão é fazer “uma transição no mais alto nível possível” e que “todas as equipes estão orientadas a passar todas as informações solicitadas pelo governo eleito de forma a propiciar as condições de elaborar aquilo que entende ser as prioridades de sua gestão”.

O governador publicou decreto sobre a transição em 16 de outubro. Do lado governista, o grupo é coordenado pelos secretários Joaquim Mesquita e Fernando Tibúrcio; pelo titular da CGE, Tito do Amaral; pelo presidente do Ipasgo, José Carlos Siqueira; e pelo superintendente executivo da Sefaz, Afrânio Cotrim Júnior. O documento é o único ato legal necessário à transição. (O Popular)

Notícias Relacionadas