Ex-jogador de futebol, Paulo Choco é o mais novo cidadão anapolino

A Câmara Municipal de Anápolis realizou na noite desta sexta-feira, 6, uma sessão solene para conceder ao ex-jogador de futebol Paulo Alves da Silva, mais conhecido como Paulo Choco, o título de cidadão anapolino. Natural de Araguari – MG, Choco mora em Anápolis há décadas e, além de ter jogado em equipes de futebol de Anápolis, atuou em times de destaque nacional, a exemplo do Flamengo.

A concessão do título de cidadania anapolina foi proposta pelo vereador Antônio Gomide (PT) e reuniu familiares e amigos do homenageado. Para Gomide, que destacou a honraria como o maior título que a câmara municipal pode oferecer, destacou as virtudes e valores que são características do ex-jogador. “Paulo Choco traz virtudes que nós queremos para o cidadão, como amizade, paciência, tolerância, humildade, generosidade. É uma pessoa íntegra”, definiu.

Paulo Choco agradeceu a homenagem destacando que a partir de agora vai se sentir mais anapolino. “Tenho 60 anos de Anápolis e aqui constitui minha família. Me sinto honrado com mais esse título”, disse.

Currículo

Paulo Choco, o Paulo Alves da Silva, foi centroavante do Flamengo de 1963 a 1968, e mora hoje em Anápolis. Nascido em Araguari-MG, em 16 de maio de 1940, Paulo Choco tem dois filhos e três netos.

O ex-centrovante passou pelos seguintes clubes: Anápolis FC, Ipiranga AC, Grêmio Anapolino-GO, Flamengo, Portuguesa carioca, Náutico, Sport-PE e River do Piauí, onde encerrou a carreira, em 1974.

Em sua vitoriosa carreira, Paulo Choco foi campeão carioca pelo Flamengo, em 1963 e 1965, e campeão piauiense pelo River, em 1973.

Em sua passagem pelo Flamengo, Choco anotou 35 gols em 141 jogos.

Choco também participou recentemente de um evento histórico em Anápolis. No ano passado, foi o ex-jogador quem conduziu por último a tocha olímpica quando ela passou pela cidade por conta das Olímpiadas do Rio. Ele acendeu a pira olímpica que marcou o encerramento do evento na cidade. “Este evento marcou a minha vida, a minha carreira esportiva”, comemorou Paulo à época.

Notícias Relacionadas