Família confirma morte cerebral de adolescente arremessada de brinquedo em Ceres

A adolescente Isabela do Amaral Vieira, de 16 anos, uma das quatro que foram arremessadas de um brinquedo em Ceres, região central de Goiás, teve morte cerebral na manhã desta segunda-feira (3). A informação foi confirmada pela irmã da garota, a cabeleireira Gabriela Amaral Vieira. Outra ferida segue internada e duas já receberam alta. A Polícia Civil investiga o caso.”Ela se foi. Não tem nem o que falar. Estamos sem chão. Era a caçulinha de sete irmãos”, disse Gabriela.

Após o acidente, Isabela recebeu o primeiro atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ceres e depois foi transferida para o Hospital de Urgências de Anápolis (Huana), desde o dia do acidente. Por conta dos ferimentos, ela chegou a ter que retirar um rim. Em nota, o Huana confirmou a morte cerebral.

Cunhado de Isabela, o conferente João Paulo Oliveira Silva, 34, disse que toda família está muito abalada. “Todo mundo em choque, pedindo força para Deus porque é difícil. Uma jovem cheia de vida. Às vezes nós queremos uma coisa, mas o plano de Deus quer outra”, desabafa.

Acidente

O acidente aconteceu na madrugada de domingo (26). Além de Isabela, também ficaram feridas Thalia Aparecida Pires, Thatiely Carvalho Evangelista e Mariane Oliveira Dias, todas de 16 anos.

Thatiely foi a primeira a receber alta, um dia após o acidente. Ela prestou depoimento à Polícia Civil, na quarta-feira (29), e afirmou que antes de sofrer o acidente gritou por socorro, mas o som estava alto e o operador não a ouviu.

Já Thalia, que estava internada no Hospital Ortopédico de Ceres, foi liberada na sexta-feira (31). A adolescente, que sofreu ferimentos no braço, abdômen e perna, ainda precisa ficar de repouso.

Por outro lado, Mariane, que inicialmente foi levada para o Hospital Ortopédico de Ceres, foi transferida para o Intervida. O portal G1 não conseguiu contato com a unidade de saúde e com a família da garota nesta manhã.

Notícias Relacionadas