Família consegue U$ 6 mil para trazer corpo de carpinteiro dos EUA para Anápolis

A arrecadação de U$ 6 mil em doações vai garantir o traslado para Anápolis do corpo do carpinteiro Rubens Ferreira Gonçalves, de 29 anos, que morreu em um hospital dos Estados Unidos da América (EUA). Segundo a família do carpinteiro, o montante foi arrecadado através de uma campanha feita por amigos dele no exterior.

Rubens estava morando no exterior desde 2007 e envolveu em um acidente de carro há três anos, que só teve danos materiais, mas, segundo a família, como ele teve todos os documentos roubados, fugiu do local. Em setembro de 2016 ele foi preso. No último dia 9 de março, ele passou mal, foi levado para um hospital, mas não resistiu.

A tia relatou que o sobrinho, que estava preso na cadeia de Stamford, apresentou um problema mental e foi transferido para uma penitenciária com tratamento psicológico. Uma semana depois, na última quinta-feira (9), ele passou mal.

“Nos contaram que ele foi tomar banho e, como estava demorando, entraram no banheiro e o encontraram desmaiado. Levaram ele para o hospital e, no hospital, constataram que ele tinha dado um aneurisma. O cérebro estava com muito sangue, e iam drenar para ver se ele correspondia ao estímulo. Ele não correspondeu e, na sexta-feira, constataram a morte cerebral dele”, lamentou a tia.

Notícias Relacionadas