Ginecologista de Goiânia é preso por abusar sexualmente de pacientes

O médico ginecologista J.S.L.N., 58, foi preso preventivamente em Goiânia nesta terça-feira (23) pelo crime de ‘violação sexual mediante fraude’, crime investigado pela 1ª Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher da capital.

O mandado de prisão preventiva foi expedido pela 10ª Vara Criminal contra o médico, que já havia sido condenado em 2015 por este mesmo crime, mas sua defesa recorreu da decisão e ele continuou atuando como ginecologista.

De acordo com a Polícia Civil, em nota enviada à imprensa, o profissional abusou de outras três pacientes durante as consultas, em dezembro de 2017. “Ele as submeteu à prática de atos libidinosos, enquanto procedia aos exames ginecológicos de rotina. Em um dos casos, o médico chegou a submeter a vítima à prática de sexo oral”, informou a corporação.

J.S.L.N. atuou durante 30 anos em um grande hospital localizado no centro de Goiânia.

Notícias Relacionadas