Mãe e filha foram executadas com 36 disparos de pistola 9 mm, diz perícia

A Polícia Técnico Científica alegou em perícia inicial realizada nos corpos das vítimas do duplo homicídio desta quarta-feira (24) de que mãe e filha foram mortas com, pelo menos, 36 disparos de uma pistola 9 mm. Laura Alves teria recebido 32 disparos e a bebê Eloá de oito dias de vida teria sido alvejada com pelo menos 4 disparos. Mãe e filha foram sepultadas na tarde desta quinta-feira (25).

O crime ocorreu no setor Las Palmas pouco antes das 16 horas. O Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) já investiga o caso e apontou que está fazendo a busca de imagens de circuitos internos de TV da região.

Há informações de testemunhas de que a ação foi rápida. O suposto autor dos disparos teria chamado por Laura no portão da residência, tendo resistência por parte da vítima. Nesse intervalo, a vítima teria alertado uma amiga por meio de ligação e que essa amiga teria recomendado a ela que ligasse para a Polícia.

Após isso, de acordo com informações da Polícia, os suspeitos pularam o muro, arrombaram a porta da da residência e alvejaram as vítimas. O delegado titular do Grupo de Investigação de Homicídios está na busca pelos suspeitos.

 

Notícias Relacionadas