Mortes em Minas Gerais fazem aumentar a procura da vacina contra a febre amarela em Anápolis

Após a confirmação de mortes por conta da febre amarela no estado de Minas Gerais, a doença voltou a ser destaque no Brasil. A preocupação também chegou à Anápolis. Na manhã desta quinta-feira, 19, dezenas de pessoas estavam à procura da vacina contra o vírus na Unidade de Saúde do Bairro Jundiaí – Osego. Uma fila chegou a ser formada.

A febre amarela é uma doença infecciosa e o vírus é transmitido por um mosquito. Os macacos são os principais hospedeiros. A doença pode levar à morte em uma semana, se não for tratada rapidamente. Oito mortes causadas pela doença foram confirmadas em Minas Gerais e 53 mortes suspeitas estão sendo investigadas no estado.

Vacina

Embora a preocupação seja pertinente, a vacina é recomendada para adultos e crianças que vivem em áreas com circulação do vírus ou que pretendem viajar para essas áreas endêmicas.

A vacina está disponível em qualquer unidade básica de saúde e deve ser tomada pelo menos 10 dias antes da viagem. A vacinação é recomendada pelo Ministério da Saúde em 18 estados brasileiros. Na região, não há essa recomendação.

Notícias Relacionadas