Partos pelo SUS estão suspensos na Maternidade Dr. Adalberto por falta de repasse anunciado por Naves

12 profissionais obstetras plantonistas do SUS cruzaram os braços desde o último domingo e 70% da capacidade da unidade está afetada

Passaram-se mais de três meses desde quando o prefeito Roberto Naves anunciou a destinação de recursos financeiros a duas unidades de saúde específicas de Anápolis, uma delas, a Maternidade Dr. Adalberto Pereira da Silva. Entretanto, os prometidos R$ 40 mil mensais, que seriam repassados por um período de 12 meses, ainda não chegaram e o pior aconteceu: partos pelo SUS estão suspensos desde o último domingo na maternidade.

Quem confirma a informação é Camila Letti, do setor de Desenvolvimento Humano Organizacional da Maternidade Dr. Adalberto. Segundo a gestora, 12 profissionais obstetras plantonistas do SUS cruzaram os braços e, desde então, a população carente está desassistida na unidade. “70% da nossa capacidade está afetada”, destacou a gestora.

Ela esclarece que desde quando o convênio foi anunciado, a maternidade providenciou toda a documentação em tempo hábil e acreditou que o processo poderia ser mais célere. “O repasse imediato não aconteceu e o processo ainda está em trâmite”. E emendou. “Houve uma publicidade adiantada, antes da hora, deste convênio”, afirma a gestora.

Agora, a gestora tem a expectativa de que o convênio seja efetivado o quanto antes por conta da paralisação dos profissionais. “Estive na secretaria e a Luzia (secretária de saúde) se demonstrou sensível à situação e sugeriu que ela seja resolvida até esta sexta-feira (27)”, espera a gestora. Entretanto, em consulta realizada nesta terça-feira, 31, a situação não foi resolvida.

Anúncio

O convênio que totalizaria R$ 480 mil, dividido em 12 parcelas, à Maternidade Dr. Adalberto Pereira da Silva foi anunciado no último dia 5 de julho e à época, a Prefeitura alegou que “o recurso poderia chegar à unidade de saúde em curto espaço de tempo”, já que o projeto de lei seria analisado pela Câmara na semana seguinte em sessão extraordinária.

Representantes das unidades de saúde, vereadores e prefeito quando do anúncio do convênio ainda não efetivado

A lei municipal n. 3.924 deste ano que autoriza o município de Anápolis a conceder auxílio financeiro à Maternidade Dr. Adalberto Pereira da Silva foi publicada no dia 12 de julho de 2017 e o texto aponta que ela entraria em vigor na data de sua publicação.

Acesse a redação da Lei 3.924 – 2017

Notícias Relacionadas