Prefeitura cede a reivindicações e professores põem fim à greve

Os professores da rede municipal de ensino decidiram em assembleia nesta sexta-feira (11) pelo fim da greve geral que teve início na última segunda-feira (7). O fim da paralisação foi deliberado após a Prefeitura oferecer propostas por meio de seus assessores de Educação, Planejamento e Fazenda.

Uma série de propostas está lavrada em documento, mas a bandeira mais reivindicada – a da complementação do piso salarial em 3,76% – ficou para quando o limite prudencial dos gastos com pessoal chegar à 51,3%.

Entretanto, serão implementadas as seguintes ações programadas:

-Dobras e substituições serão pagas dentro do mês-

-Deferimento das titularidades, progressões horizontais de forma imediata e verticais de acordo com a vacância

-Verba para segurança das escolas

-Realização de concurso para a classe em 2019

-Vale de alimentação para a partir de abril de 2019

Com o fim da greve, as aulas devem voltar ao normal a partir da próxima segunda-feira (14). No quarto dia de greve, 78 unidades haviam aderido ao movimento.

Notícias Relacionadas