Servidores reivindicam reajuste de 7,64%, mesmo dos professores

Em Assembleia do SindiAnápolis, os servidores aprovaram nesta quarta-feira pela manhã reajuste salarial de 7,64%, o mesmo que foi concedido para os professores da Rede Municipal.

A Prefeitura vinha propondo um aumento correspondente à inflação de fevereiro mais 1%, o que puxaria o índice final de reajuste para abaixo dos 7%. Os trabalhadores indicaram que não aceitarão esta proposta do Executivo.

“Não vamos pagar a conta de erros da gestão municipal”, declarou a presidente do SindiAnápolis, Regina Faria. Ela destacou ainda que tanto trabalhadores quanto sindicato não aceitarão que os direitos dos trabalhadores sejam cortados para reduzir gastos da Prefeitura.

“Nós não somos peças de uma máquina. Somos seres humanos”, continuou. Um dos diretores do SindiAnápolis explicou que, se o reajuste for menor que 6,58%, o menor salário dos servidores da administração centralizada ficaria abaixo do salário mínimo, o que vai contra a Lei Orgânica Municipal. Portanto, os trabalhadores “não devem” aceitar qualquer oferta com este valor.

Vigias

Em pauta, foi colocada a possibilidade de que os vigias de diversos setores da Prefeitura sejam transferidos para outras áreas. Com isto, perderiam algumas garantias históricas, como o adicional noturno, pago a quem trabalha à noite, principalmente em escolas da cidade. De acordo com sindicalistas presentes na assembleia, esta medida “fere direitos” dos servidores.

Notícias Relacionadas